Administração da Produção

Questões de Administração da Produção.

A logística reversa trata do fluxo de materiais que retornam através do canal de distribuição pós-venda (CDR-PV) ou do canal de distribuição reverso pós-consumo (CDR-PC). O canal de distribuição reverso de pós-consumo: (A) considera apenas produtos que se destinam ao mercado secundário. (B) contempla canais de reúso, nos quais o produto ou seus componentes serão reutilizados na função original, sem a necessidade de remanufatura. (C) é o fluxo reverso originado após a comercialização do item. (D) é o fluxo reverso de materiais do cliente final Continue lendo

O LEC (Lote Econômico de Compra) é a quantidade a ser comprada que minimiza os custos logísticos totais. Em relação ao cálculo do LEC, considere as afirmativas abaixo. I – O LEC supõe uma demanda constante. II – No LEC, a demanda é deterministicamente conhecida. III – No LEC, a demanda é contínua. É correto o que se afirma em (A) I, apenas. (B) III, apenas. (C) I e II, apenas. (D) II e III, apenas. (E) I, II, III.

A utilização de sistemas/métodos de previsão para a área de planejamento e controle da produção tem como premissa (A) atualizar as estimativas periodicamente. (B) estimar o erro de previsão apenas para ambientes em que a demanda sofra pouca variação no curto prazo. (C) estimar o valor da demanda apenas para ambientes em que a demanda sofra pouca variação no curto prazo. (D) utilizá-los no curto prazo apenas, pois a incerteza e o erro de previsão podem ser calculados. (E) realizá-los, obrigatoriamente, em conjunto com a Continue lendo

A redução de estoques em cada elo de uma cadeia de suprimentos é o objetivo de todas as empresas que compõem essa cadeia. Tal redução pode ser alcançada através da adoção de diferentes políticas e/ou práticas. Ao se considerarem apenas os elos a jusante da empresa focal, a política/prática com menor impacto na redução do inventário a jusante na cadeia é a de (A) aumento do giro de estoque na gôndola (B) adoção do VMI (Vendor Managed Inventory) (C) compartilhamento de componentes (D) implementação do Continue lendo

A administração de materiais auxilia uma organização na gestão e no controle de todo o fluxo de materiais que passa pela empresa. Nesse contexto, a correta classificação dos materiais possibilita a utilização de sistemas automatizados de controle de estoque. NÃO é um objetivo da codificação de materiais (A) facilitar a comunicação entre as áreas funcionais de uma organização no que tange ao suprimento e à manutenção dos materiais. (B) facilitar o controle contábil dos estoques. (C) dificultar a duplicidade de itens. (D) promover a padronização Continue lendo

Uma indústria produz um único produto, de forma contínua, com a apuração dos custos por processo, acumulando os gastos por período produtivo para a devida apropriação às unidades produzidas, nesse mesmo período, conforme  anotações a seguir. Matéria-prima consumida                                                                 R$ 108.000,00 Mão de obra aplicada na produção                 Continue lendo

Uma empresa adota uma linha de produção onde existem dois postos de trabalho A e B, e o fluxo de produção é de A para B. Sabe-se que o posto de trabalho B retira, no posto de trabalho A, os componentes necessários para atender ao que lhe está sendo demandado. Esse método de produção adotado é o denominado (A) Material Requeriment Planning (B) Capacity Requeriments Planning (C) Just in time (D) Processo de Produção Empurrada (E) Fordismo Tradicional

Numa segunda-feira do início do mês, o gerente da empresa Comida Esnobe recebeu uma denúncia, através da mídia nacional, de que seus hambúrgueres, vindos de um determinado fornecedor, eram feitos com adição de hidróxido de amônio, produto perigoso para a saúde das crianças. Uma nutricionista comentou também, em rede nacional, que os  hambúrgueres vendidos estavam sendo feitos com carne mais barata, cujo sabor estava sendo modificado com amônio, questionando a empresa Comida Esnobe: “Por que um ser humano sensato compraria o hambúrguer para suas crianças?” O gerente Continue lendo

Uma empresa fabricante de produtos lubrificantes pretende viabilizar a implantação do programa Seis Sigma no setor responsável pela produção. Analisando-se a produção num determinado período, constatou-se, para essa situação, o tempo médio de produção de um lote de aproximadamente 18 minutos, com desvio padrão de 2 minutos. Um administrador que deseja avaliar se esse processo está de acordo com os parâmetros do programa Seis Sigma deverá utilizar a ferramenta denominada (A) 5W1H (B) Diagrama de Pareto (C) Diagrama de Afinidades (D) Análise de Capacidade (E) Folha Continue lendo