65.(CESGRANRIO – PETROBRAS– ADMINISTRADOR/2012)

Uma indústria, ao final do seu período produtivo, apresentou as seguintes informações sobre um produto inédito que está lançando no mercado e cujo preço de venda pretende fixar com base nos custos.q65

Um administrador, considerando exclusivamente as informações recebidas, sabe que o preço de venda unitário desse produto, com base no custo por absorção a ser praticado por essa indústria, em reais, deverá ser de
(A) 132,00
(B) 99,00
(C) 90,00
(D) 66,00
(E) 60,00

COMENTÁRIO
(Comentada por Jefferson Bregalda)

Apesar da questão 65 representar a matéria de contabilidade de custos ela demanda uma pequena atenção que resolve a mesma por completo sem que tenhamos que nos aprofundar no conteúdo de contabilidade.

Vamos lá, a questão apresenta um novo produto e seus respectivos gastos. Os custos com Matéria-prima, Mão de obra direta e outros custos fabris estão representados em dinheiro. Já as despesas administrativas, tributos, comissão dos vendedores e Margem de lucro desejada estão representados em percentual em relação ao total dos gastos. Somando os percentuais temos 40% do total.

Sabendo que temos 40% do total dos gastos com esses quatro fatores nos leva a entender que a soma dos gastos dos 3 primeiros fatores (Matéria-prima, M.O direta e Outros custos fabris) representam o restante para se chegar ao gasto total, logo 60%.

q65

Agora nos resta fazer uma regra de três para sabermos o custo total:
1.980.000              60%
X                                100%

X = 100 x 1.980.00 ÷ 60

X= R$ 3.300.000,00

Agora que sabemos do custo total dos produtos vendidos, aplicamos a técnica do custeio por absorção que atribui a cada produto a parcela dos custos diretos e indiretos relacionados a fabricação. O preço de venda unitário desse produto será dado pela divisão do custo total pela quantidade produzida fornecida pela questão.
3.300.000 / 50.000 = R$ 66,00 a unidade

RESPOSTA LETRA D

Só é possível fazer desse jeito pelo fato da questão dizer que o custo é por absorção. Ou seja, entra tudo que passou de custo no produto. Se fosse custo direto (variável) só entraria a matéria prima e mão de obra, no caso dessa questão. Só pra lembrar!!!

5 Comentários

  1. Andre

    Colegas, parabéns pelo site está bem informado e simples também.

    Nessa questão acredito que seria mais fácil utilizar a seguinte formula de preço de venda: PV = Custo do Produto ÷ 1-(“Despesa variável de venda”). Geralmente a despesa de venda são impostos mais margem de lucro, mas neste exemplo ainda temos despesas administrativas e comissão dos vendedores.

    Resolvendo o exercício teríamos:
    Custo do produto = (1.200.000 + 600.000 + 180.000)÷ 50.000= 39,6
    Despesa variável de venda = 0,1 + 0,22 + 0,03 + 0,05 = 0,4

    Logo:
    PV = 39,6 ÷ (1-0,4) = 66.

    Bom, acho assim um pouco mais fácil.

    Responder
    1. André

      Sem problemas, o que importa na prova é agente fazer da forma que achar mais simples.

      Abraços.

      Responder
  2. Luiz Carlos Toffano

    Lana,
    A solução do André está mais simplificada, visando reduzir a necessidade de operações com números grandes, e a otimização do tempo!

    Até chegar aos 39,6 você pode simplificar todas as contas cortando 3 zeros,
    no final quando tiver que dividir 39,6 por 0,6 só deslocar a vírgula e dividir 396 por 6 que dará 66.
    vai ganhar bastante tempo para se dedicar a questões mais complexas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload