11 Comentários

  1. Michel Sossai

    Bruno,
    Como vc disse na questão anterior, existem várias formas de fazer essas questões. Eu fiz agora, apesar de perder também essa na prova, sem usar fórmula, ou seja, trazendo as parcelas para a data zero, que somadas será igual ao Capital.

    valeu

    Responder
    1. Vitor

      Explique melhor esse lance de trazer pra data zero, com números por favor.
      Obrigado

      Responder
  2. túlio

    no enunciado ele pede o valor de cada prestação, porém os valores de cada são diferente… existe um erro na elaboração?? pois dá a entender que as parcelas deveriam ser iguais…

    Responder

    1. Não Túlio. O enunciado pede o valor da parcela, as parcelas não são diferentes.
      Na hora de calcular você tem que levar em consideração o valor do montante e das parcelas no tempo. Ou seja, uma parcela paga de hoje a 1 mês e outra de hoje a 3 tem que ser igual ao montante de hoje a três. Por isso calculei o montante e capitalizei cada parcela, para achar de quanto de fato seriam essas parcelas.

      Responder
  3. ricardo

    desembolei essa questão em 10 linhas. muito mais fácil do jeito que você fez. valeu

    Responder
  4. Carla

    Fiz igual, mas diferente -> numa linha só:
    442 = P/(1,1)¹ + P/(1,1)³

    442 = (1,21P + 1P)/1,331

    442 x 1,331 = 2,21P

    588,302 = 2,21P

    P=266,20

    Responder
  5. Carla

    ah! e na hora de fazer a conta 588,302/2,21, começou a fazer e já deu 26… pode parar.. só tem uma opção com 266, …

    Responder
  6. Diogo Dornellas

    Realmente, descapitalizando (descontando) como a Carla fez ficou muito mais fácil de entender e intuitivo.

    O enunciado já dá o PV, diz que as prestações (PMT) são iguais… não poderia fazer direto pelo n não ser consecutivo, melhor jeito é somar as prestações descontando o juros a cada mês.

    Obrigado pela dica!!

    Responder
  7. Mireille

    OBS: Uma dica para calcular essa conta:

    [P/(1,1)¹ + P/(1,1)³], eh calcular dessa maneira:

    P x [(1+0,1)³-1/(1+0,1)³ x 0,1)]
    Ou seja, voce coloca o P em evidencia e so calcula desse jeito.
    Pode parecer confuso, mas em casos onde o periodo ou a taxa possuem valores mais altos, o calculo da maneira anterior tomaria muito tempo.

    Responder
  8. Nelia

    Fiz com a fórmula do Valor Presente. Eu já tinha o valor presente e tinha que calcular o valor das parcelas. Achei o valor de cada uma (como se fossem 3), multipliquei por 3 e dps dividi por 2, já que o total foi pago em 2 parcelas iguais. O resultado foi o mesmo…
    VP = VParc x [(1+i)^n-1]/i x(1-i)^n

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload