Sobre a falta de concursos…

Foi anunciado que os concursos da esfera federal estariam paralisados por dois anos. A notícia foi amplamente divulgada, mas queria falar um pouco sobre ela em alguns outros aspectos aqui.

Todo e qualquer site de concurseiro passa isso como uma oportunidade e, obviamente, os que vendem curso e sobrevivem disso ampliam ainda mais essa visão da oportunidade para você se preparar. Eles sobrevivem disso e afinal agora você tem tempo para ir com calma e aprofundar nos estudos, além disso, temos ainda os concursos das outras esferas (estaduais e municipais) que podem acontecer nesse meio tempo. É um argumento correto e, sem dúvida, válido… se seu sonho é passar num concurso, essa oportunidade é única e deve ser ao máximo aproveitada.

Mas eu estou vendo um movimento meio de reflexão nesse momento. Talvez seja pela idade ou tempo de estudo das pessoas que convivo. Afinal, uma coisa é ser concurseiro jovem, universitário e na aba dos pais, outra coisa é ser adulto, querendo formar uma família e tendo que se virar.

Existe nesse mundo de administradores concurseiros basicamente 3 tipos de pessoas que eu consegui identificar por e-mails e comentários no blog. Podem ser um pouquinho mais, mas esses 3 se sobressaem e englobam o ponto de reflexão que queria deixar aqui.

Perfil 1- Na busca da estabilidade

Tem um perfil que tira algumas dúvidas comigo que esse é o grande objetivo de vida. Pessoas que de alguma forma “paralisaram a vida” em busca do concurso. Não é um cargo específico, não é trabalho específico, não é um órgão ou empresa específica. É a estabilidade que esse cargo trás e por N motivos querem isso.

Para essas pessoas, realmente é seguir o conselho acima. Estudar bastante enquanto os concursos não estão abertos, aproveitar os concursos municipais e estaduais e continuar ganhando a vida como ganha hoje. Infelizmente não há muito o que fazer diferente disso. Continue otimista, estudando por questões e por livros também, talvez pegando um cursinho mais aprofundado, mas realmente não pode parar. A hora vai chegar. Essa realmente pode ser que seja uma hora de organização dos estudos e começar meio do zero.

Boa sorte, bro. Tamo junto aqui no AdmComentada.
Continuará sendo de graça e atualizado com mais frequência.
Keep studying!

Perfil 2- Emprego dos sonhos

Algumas pessoas querem um emprego que só pode ser acessado via concurso. Trabalhos como forças armadas, bombeiros, policial, etc… Algumas pessoas sonham (ou sonhavam, na atual conjuntura) em trabalhar na Petrobras, a maior empresa do país, por diversos fatores, a grande maioria de satisfação pessoal mesmo. Enfim, cargos que só se consegue hoje por concurso.

Acho que esses deveriam continuar estudando, mas reduzindo um pouco o ritmo para se dedicar a outras coisas como seu emprego atual, em progredir um pouco na carreira atual (ou quem sabe dar uma mudada um pouco), viver experiências profissionais enquanto não chega a hora do edital. Não adianta ficar “atirando para todo lado”, tentando todo e qualquer concurso que aparece em qualquer esfera. Com isso você diminui suas chances de passar no concurso dos seus sonhos, nos que você está fazendo agora e ainda vai dar uma estagnada desnecessária na sua vida.

Resolve aí questões por 30 minutos, uma hora por dia e deixa pra se aprofundar quando chegar mais perto. Falo isso, pois nunca vi ninguém com o SONHO de ser auditor fiscal, normalmente vão pela grana e pela estabilidade, o que se encaixa mais no perfil 1.

Perfil 3- Empreendedor frustrado

Esse aqui eu mesmo me identifico e, acho que por ter bastante administradores que entram no site, vários são desse tipo.

Aqui é o cara que entrou no mundo de concurso como um degrau, como uma forma de arrumar capital para investir no que ama de uma forma mais segura. Geralmente, assim como eu, são investidores um pouco menos agressivos e e com aversão a riscos maiores nos investimentos, como seria o caso de empreender em um negócio.

No cenário atual, então, juros mais altos e, enfim, todo o cenário de 2016 (caso você esteja lendo esse artigo num futuro distante onde tenhamos mais um tempo sem concursos) é realmente difícil investir. Isso frustra. A gente fica meio estagnado, sem saber se continua estudando ou se dá um passo empreendedor. Tem várias frases motivacionais para isso, do estilo “toda crise traz uma oportunidade” e afins. Mas a verdade é que para 80% da galera (estatística minha mesmo, nada oficial) é difícil dar um pulo de para-quedas sem, no mínimo, um colchão embaixo.

Eu, particularmente e sinceramente, acho que nós devemos começar a investir um pouco nesse sonho empreendedor, dar o primeiro passo. Estou começando com uns projetos pessoais aos poucos e, se posso dizer, te mantém vivo e empolgado. Você sabe que você tá se mexendo. Começa sim a tirar do papel essa parada que sempre esteve na sua mente. Arruma tempo para isso, eu sei que dá.

 

No mais, galera, sei que é desesperador o cenário, mas realmente os livros e os estudos são seus melhores amigos agora. Seja qual for seu perfil, para passar num concurso ou para montar um negócio, a melhor coisa é estudar e colocar a mão na massa. Também não passe muito tempo no planejamento, para não perder o timming.

Qualquer ajuda, num plano de negócio, numa opinião mesmo ou numa questão, só entrar em contato.

Mas isso tudo é minha opinião, que não vale nada… hehehehe
E você, qual sua opinião sobre esse tempo sem concursos? O que fazer?
Participa aí.

1 comentário

  1. Cinthia

    Vejo a falta de concurso como uma oportunidade dupla: continuar estudando e investir em outros projetos paralelos como por exemplo fazer uma pós na área; projeto que estou “empurrando com a barriga” desde que me formei.
    O primeiro passo tem que ser dado! Seja qual for a direção a ser tomada.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload