31. (CESGRANRIO – PETROBRAS– ADMINISTRADOR/2012)

Um diretor de RH precisava realizar o alinhamento estratégico de sua área com a estratégia prospectiva e ofensiva da empresa, dado o ambiente externo estar mais dinâmico e incerto. No caso, é adequado desdobrar em RH a tática de

(A) basear os salários em antiguidade.
(B) definir classes amplas de cargos.
(C) incentivar demissões voluntárias.
(D) realizar recrutamento interno.
(E) utilizar avaliação como meio de controle.

COMENTÁRIO

O alinhamento entre a estratégia de RH e a estratégia geral da empresa é de suma importância para o alcance dos objetivos estratégicos pensados no planejamento. O RH tendo a função de engrenagem, de motor que leva a empresa, se ele estiver direcionado para um lado e o planejamento para outro, provavelmente os objetivos não serão alcançado ou serão alcançados com muito mais dificuldade do que se houvesse esse alinhamento.

Os planejamentos sempre tem sua característica, sua filosofia de ação, podendo ser:

– Conservadora: Voltado para estabilidade e que busca manter a situação existente. Busca obter resultados bons, mas não necessariamente os melhores possíveis, pois mudanças radicais não acontecem na empresa. Também chamado de defensivo.

– Otimizante: Voltado para adaptabilidade e inovação da organização, buscando obter o melhores resultados possíveis.

– Prospectivo: Voltado para contingências e pra o futuro, procura compatibilizar os diferentes interesses envolvidos. Também chamado de ofensivo é baseado no futuro, buscando ajuste às novas demandas e não retrospectivo, que busca as deficiências no passado.

Como foi dito acima, o alinhamento entre RH e por isso Chiavenato colocou no seu livro uma tabela que compara as estratégias de RH (ou GP, já que Chiavenato prefere Gestão de Pessoas ao invés de Recursos Humanos) com a estratégia empresarial, a tabela é a seguinte (clique para ampliar):

Tendo essa tabela, ficou meio no “decoreba” a questão. A estratégia é prospectiva e ofensiva e a única das opções que está do lado prospectivo e ofensivo da tabela é “Definir classes amplas de cargo”.

RESPOSTA LETRA B

1 comentário

  1. Tiago

    Bruno, “incentivo de demissões voluntárias”, não se encaixaria nessa tabela como prospectivo ou ofensivo? Como se fosse se quiser vá embora.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload