36.(CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2012)

A redução de estoques em cada elo de uma cadeia de suprimentos é o objetivo de todas as empresas que compõem essa cadeia. Tal redução pode ser alcançada através da adoção de diferentes políticas e/ou práticas. Ao se considerarem apenas os elos a jusante da empresa focal, a política/prática com menor impacto na redução do inventário a jusante na cadeia é a de

(A) aumento do giro de estoque na gôndola
(B) adoção do VMI (Vendor Managed Inventory)
(C) compartilhamento de componentes
(D) implementação do ECR (Efficient Consumer Response)
(E) postergação

COMENTÁRIO

O Supply Chain Management ( gestão da cadeia de suprimentos) consiste na estratégia de estabelecimento de parceiras integradas em uma cadeia de suprimentos a fim de trocarem experiências, informações e padrões com o objetivo de melhorar o desempenho de cada elo. O resultado disso pode acarretar em uma melhora produtiva, redução de custos agregando maior valor ao consumidor final.
É importante observar que a questão está pedindo a política/prática que menos impacta na redução do inventário, isto é, que menos reduz produtos do estoque de uma empresa na cadeia produtiva “a jusante na cadeia” (depois de ter passado pela empresa focal). Vamos às alternativas para que seja explicada cada uma das políticas/práticas específicas:

(A) aumento do giro de estoque na gôndola – para aumentar o giro de estoque na gôndola ou balcão o consumidor final terá que comprar mais o produto da empresa fazendo com que a mesma tenha que repor com mais velocidade o produto trabalhando com um estoque mínimo para suprir sua demanda fazendo com que seu inventário diminua, portanto resposta incorreta.

(B) adoção do VMI (Vendor Managed Inventory) – Vendor Managed Inventory (VMI), em português Estoque Gerido pelo Fornecedor, é um sistema em que o fornecedor se responsabiliza pela gestão dos níveis de estoque nos clientes. O fornecedor tem acesso aos dados relativos ao estoque (vendas) do cliente e assume as decisões sobre os reabastecimentos com base em uma política de estoque pré-estabelecida com seu cliente. O VMI integra-se na cadeia de abastecimento como forma de estabelecer uma real colaboração e partilha de informação entre o fornecedor e o cliente e com isso, não só permite reduzir o nível de estoque ao longo da cadeia como proporciona uma redução de custos.

(C) compartilhamento de componentes – esta é a nossa resposta. O compartilhamento de componentes apenas gera vantagem competitiva para os elos da cadeia produtiva e é uma das vantagens da estratégia do Supply Chain Management não impactando no aumento ou diminuição no inventário de uma empresa da cadeia.

(D) implementação do ECR (Efficient Consumer Response) – ECR ou Resposta Eficiente ao Consumidor é uma estratégia que tem como objetivo estabelecer um fluxo consistente de informações e produtos que se incluem bidirecionalmente na cadeia logística de abastecimento, tendo em conta a manutenção do abastecimento do ponto de venda a custos baixos e em estoques adequados. A filosofia do ECR visa uma maior integração das empresas, sendo que, é dada importância à cadeia de abastecimento como um todo e não como a eficiência individual das partes, sendo assim possível reduzir o nível de estoques, os custos totais do sistema e disponibilizar produtos de melhor qualidade por um preço inferior ao consumidor final.

(E) postergação – A estratégia de “postponement” coloca maior ênfase na flexibilidade para atender às exigências do cliente cumprindo o prazo prometido, reduzindo o nível de estoque e armazenagem e economizando nos gastos logísticos. A Postergação é um conceito operacional que consiste em retardar a configuração final de produtos até que os pedidos dos consumidores sejam recebidos. Existem dois tipos de postergação: a Postergação da produção ou de forma, e a Postergação de logística ou do tempo.

RESPOSTA LETRA C

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload