39.(CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2012)

A logística reversa trata do fluxo de materiais que retornam através do canal de distribuição pós-venda (CDR-PV) ou do canal de distribuição reverso pós-consumo (CDR-PC).
O canal de distribuição reverso de pós-consumo:

(A) considera apenas produtos que se destinam ao mercado secundário.
(B) contempla canais de reúso, nos quais o produto ou seus componentes serão reutilizados na função original, sem a necessidade de remanufatura.
(C) é o fluxo reverso originado após a comercialização do item.
(D) é o fluxo reverso de materiais do cliente final até a empresa focal.
(E) é o processo de armazenar todos os produtos destinados a, pelo menos, um elo a montante.

COMENTÁRIO

Dentro da Logística Reversa é estudada a logística como conhecemos de maneira contrária tomando como ponto de partida o momento após um produto ser vendido ou após um produto ser consumido. Por isso sua classificação pode ser definida como logística reversa de pós-venda (CDR-PV) e de pós-consumo (CDR-PC).

Pós-venda (CDR-PV):
Os canais de distribuição reversos de pós-venda são bens industriais que por qualquer motivo voltam a participar da cadeia de suprimentos e assim reintegrados ao ciclo de negócios. O fluxo dos produtos é originado após a comercialização do item do consumidor final para o varejista ou entre membros da cadeia de distribuição direta. Uns dos motivos pelos quais esses produtos são devolvidos podem ser por terminar a validade, por haver estoques excessivos no canal de distribuição, por estarem em consignação, por apresentarem problemas de qualidade e defeitos, após o que são destinados aos mercados secundários, a reformas, ao desmanche, à reciclagem dos produtos e de seus materiais constituintes ou a disposições finais.

Pós-consumo (CDR-PC):
Os canais de distribuição reversos de pós-consumo são as diferentes formas de processamento e de comercialização dos produtos de pós-consumo ou de seus materiais desde sua coleta até sua reintegração ao ciclo produtivo como matéria- prima secundária.
Nos casos que ainda possam apresentar condições de utilização podem ser destinados ao mercado secundário podendo ser comercializados diversas vezes até chegar ao seu fim de vida útil. Ex: veículos.
Também existem os canais reversos de reúso que são definidos como os de extensão do uso de um produto de pós-consumo ou de seu componente com a mesma função para a qual foi originalmente concebido, ou seja, o produto será utilizado sem nenhuma modificação em sua estrutura e sem nenhum tipo de remanufatura.

CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO

 

 

Vamos às alternativas:

(A) considera apenas produtos que se destinam ao mercado secundário. – Como podemos ver na figura, a palavra apenas torna a afirmativa errada, o Pós-consumo também considera os produtos destinados ao mercado secundário, sendo que podem ser destinados também para o canal direto como partes de produtos a serem recolocados no mercado primário.

(B) contempla canais de reúso, nos quais o produto ou seus componentes serão reutilizados na função original, sem a necessidade de remanufatura. – Correto. O canal de reúso, como explicado, é utilizado pelos produtos que não foram modificados e podem ser reutilizados até o fim de sua vida útil. Caso esses produtos sejam remanufaturados para serem vendidos novamente teríamos uma logística reversa para o canal direto, ou seja, seria um reaproveitamento para colocar o produto no mercado primário novamente.

(C) é o fluxo reverso originado após a comercialização do item. – Após a comercialização inicia o fluxo pós-venda. Após o consumo inicia o pós-consumo.

(D) é o fluxo reverso de materiais do cliente final até a empresa focal. – não necessariamente, pois o fluxo reverso pode não atingir a empresa focal. Conforme vimos na ilustração há o ciclo reverso de pós-consumo que pode levar até o mercado secundário.

(E) é o processo de armazenar todos os produtos destinados a, pelo menos, um elo a montante. – o fluxo reverso não é um processo de armazenagem de produtos e sim o caminho que os produtos percorrem que atingem as diversas partes da cadeia reversa pela sua reutilização, reciclagem, desmanche etc.

RESPOSTA LETRA B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload