40.(CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2012)

É um objetivo da área de higiene e segurança no trabalho:

(A) indenizar o trabalhador em caso de acidente do trabalho.
(B) diagnosticar as doenças ocupacionais e realizar o seu tratamento.
(C) determinar o modal de transporte.
(D) proteger a integridade física e mental do trabalhador.
(E) proibir a utilização de EPI.

COMENTÁRIO

Essa é aquela questão que quem estudou mínima coisa responde de peito inflado pensando “Acertei sem sombra de dúvida”. Pois é, acertou mesmo, acho que a única possibilidade de errar era na hora de transpor para a grade de respostas (desculpem se deixei alguém mal).

Higiene e segurança no trabalho possui como foco a saúde e a integridade do trabalhador que por sua vez deve seguir normas existentes e as que a empresa lhe atribui para sua própria segurança e melhoria de ambiente em que se encontra.
Vamos aos seus objetivos segundo Chiavenato:

  • Eliminação das causas das doenças profissionais
  • Redução dos efeitos prejudiciais provocados pelo trabalho em pessoas doentes ou portadoras de defeitos físicos
  • Prevenção de agravamento de doenças e de lesões
  • Manutenção da saúde dos trabalhadores e aumento da produtividade por meio de controle do ambiente de trabalho

Mesmo não sabendo dos objetivos citados, acho que o candidato que ligou a palavra “objetivo” de uma maneira macro às alternativas poderia facilmente resolver a questão:

(A) indenizar o trabalhador em caso de acidente do trabalho. – Indenizar o trabalhador é um dever não um objetivo.

(B) diagnosticar as doenças ocupacionais e realizar o seu tratamento. – Diagnosticar está mais para dever ou atribuição da empresa quanto à prevenção de doenças sendo um fator que leva ao objetivo de segurar o trabalhador prevenindo-o quanto ao agravamento de doenças, mas não pode ser confundido como objetivo macro.

(C) determinar o modal de transporte. – Estamos falando de logística? Tentando pensar na pior hipótese imaginativa dessa alternativa estar correta poderíamos atribuir a melhoria da saúde dos trabalhadores determinando o melhor modal de transporte; mesmo assim não seria objetivo.

(D) proteger a integridade física e mental do trabalhador. – Esse é o objetivo principal, pois para isso que serve a prevenção contra doenças e lesões, eliminação de suas causas, uso de equipamentos de proteção, prevenção de agravamento de doenças e de lesões enfim, tudo para chegar ao macro objetivo de proteger o trabalhador mentalmente e fisicamente.

(E) proibir a utilização de EPI. – EPI (Equipamento de Proteção Individual) são para uso do trabalhador como protetores auriculares, máscara de proteção, óculos e viseiras, capacetes, cintos de segurança etc. Também posso citar os EPC (Equipamento de Proteção Coletiva) como exaustores para gases, névoas e vapores contaminantes, ventilação dos locais de trabalho, fitas sinalizadoras e antiderrapantes em degraus de escada, extintores de incêndio etc. Todos devem ser cobrados quando necessário e não proibidos, mas não são objetivos. Para mais detalhes a respeito de EPI ver norma regulamentadora nº6.

RESPOSTA LETRA D

PS: Vale nesta matéria de Administração de Materiais dar uma revisada nas Normas Regulamentadoras (principalmente na NR17 sobre Ergonomia), pois é a parte mais difícil, a meu ver, sobre Higiene e segurança do trabalho. Quem quiser pode acessar o material abaixo:

[button link=”http://admcomentada.com.br/wp-content/uploads/2013/06/NORMAS-REGULAMENTADORAS.pdf” color=”silver” newwindow=”yes”] Normas Regulamentadoras – Higiene e Segurança do Trabalho[/button]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload