60.(CESGRANRIO – PETROBRAS– ADMINISTRADOR/2012)

Uma empresa adota uma linha de produção onde existem dois postos de trabalho A e B, e o fluxo de produção é de A para B. Sabe-se que o posto de trabalho B retira, no posto de trabalho A, os componentes necessários para atender ao que lhe está sendo demandado.
Esse método de produção adotado é o denominado

(A) Material Requeriment Planning
(B) Capacity Requeriments Planning
(C) Just in time
(D) Processo de Produção Empurrada
(E) Fordismo Tradicional

COMENTÁRIO
(Comentada por Jefferson Bregalda)

Esta é uma questão recorrente de escolha do método de produção a partir de uma situação hipotética sempre presente em concursos que contenham conteúdo de gerenciamento de estoques.
Como sua resolução é de simples entendimento vamos analisar todas as alternativas para que não haja mais confusão dentre elas numa possível questão semelhante:

(A) Material Requeriment Planning – O MRP é uma ferramenta utilizada pelas empresas para calcular o material certo e o momento que deve ser utilizado. Ele permite a verificação de todos os ingredientes necessários para completar os pedidos, garantindo que sejam providenciados a tempo. Portanto o MRP é um sistema de gerenciamento de estoques e não um método de produção.

(B) Capacity Requeriments Planning – O CRP é realizado dentro da etapa de verificação da capacidade presente no MRP. No MRP é realizada a análise de capacidade que é verificada em dois momentos diferentes no seu ciclo. No primeiro momento, é feito um corte grosseiro de capacidade (“Rough Cut Capacity Planning” – RCCP), quando se procura estabelecer uma relação direta entre o programa mestre de produção e a carga dos centros produtivos.
Em um segundo momento, verifica-se, após a explosão dos materiais, a carga de trabalho detalhada em cada um dos centros e, havendo sobrecarga em algum período, procede-se aos ajustes necessários. Este módulo específico de verificação da capacidade foi denominado “Capacity Requirement Planning” ou CRP. Logo, também não é identificado como um método de produção e sim um módulo dentro da etapa de verificação da capacidade no MRP.

(C) Just in time – O famoso Just in time é um sistema de administração da produção que determina que deve-se trabalhar com o mínimo estoque possível, pois assim pode-se reduzir custo com armazenagem e literalmente não deixar que dinheiro fique parado em uma estante ou prateleira. O conceito do JIT está relacionado ao de produção por demanda onde primeiro é vendido o produto para depois realizar a fabricação e entrega do mesmo. Esse método é muito comum em farmácias que trabalham com o mínimo de estoque de cada produto sendo comum ao fim do dia não serem encontrados certos produtos que serão repostos pelo distribuidor somente no dia seguinte. Conforme exemplo da questão, somente após serem demandados componentes é que o posto B irá retirar do posto A o necessário para atender a essa demanda, exemplificando o modelo do Just in time, portanto resposta correta.

(D) Processo de Produção Empurrada – Esse processo possui sua programação de produção ajustada ao comportamento de mercado,  sendo sua produção iniciada antes da ocorrência da demanda. Ou seja, a produção é pré-programada, geralmente por um sistema MRP, obedecendo a uma ordem de produção de lotes padrão. Como esse processo independe da demanda apresenta uma relação contrária à situação previamente descrita na questão.

(E) Fordismo Tradicional – O método Fordista de produção é bastante difundido dentre os modelos de produção adotados na administração. É caracterizado pela produção em massa exigindo um alto investimento em máquinas e instalações para que o custo do produto vendido seja minimizado a partir do aperfeiçoamento da linha de montagem. Como no Processo de Produção Empurrada, o Fordismo não acompanha a demanda prévia do produto para que sejam realizados procedimentos para a fabricação ou demanda por componentes, ele simplesmente acompanha uma pré-programação de produção o que também não apresenta relação com o exemplo de operação citado na questão.

RESPOSTA LETRA C

2 Comentários

  1. Fernando Henrique

    o comentário da letra “c” não seria “Esse processo NÃO possui sua programação de produção ajustada ao comportamento de mercado”?

    Responder
  2. Wíverson Cardoso

    Se vc quis dizer letra “D”, fiquei com a mesma impressão Fernando Henrique…

    A programação empurrada ou para frente não se preocupa com a demanda, ela simplesmente produz e empurra para a próxima etapa o que produziu, ao contrário do enunciado da questão que relata uma situação de programação puxada… Como não tinha essa opção, a opção mais próxima e que condiz foi a letra C – Just In Time (JIT)

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload