66.(CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2012)

Um sistema de remuneração deve ser moldado e ajustado às características únicas da organização e do ambiente que a envolve. Quando um plano de remuneração adota o critério do elitismo, a empresa

(A) remunera os funcionários em um nível percentual abaixo ou acima do mercado.
(B) remunera com base em decisões efetuadas por um órgão central.
(C) estabelece diferentes planos de remuneração conforme níveis hierárquicos ou grupos de funcionários.
(D) privilegia o tempo de casa do funcionário.
(E) valoriza os conhecimentos e as competências do funcionário para o desenvolvimento do trabalho ou da organização

COMENTÁRIO

Argh! Como eu detesto questão de decoreba puro! Mas quem é concurseiro tem que passar por essas… é o jeito!

Vamos só a um conceitinho antes do decoreba total.

Remuneração é necessária, é claro, ninguém trabalha de graça. Então as empresas tem que recompensar seus funcionários (empregados, talentos, colaboradores, sócios ou qualquer que seja o eufemismo que as empresa usem) e a melhor maneira de fazer isso é pagando os mesmo.

Se formos pensar no lado da empresa, essa tem que ter critérios para fazer esses pagamentos. Se ela pagar simplesmente da “cabeça” dela, corre o risco de não conseguir atrair ou reter funcionários. O bom e velho de guerra Chiavenato diz que existem 9 critérios para fazer isso. Um deles é o que a questão pede. Vamos dar uma resumida aqui:

Um critério é um olhar interno, você ver se as pessoas dentro da sua empresa vejam que quem tem funções similares são pagos do mesmo jeito. O autor chama isso de “justiça distributiva”. Ao mesmo tempo, as pessoas devem sentir o equilíbrio também com outras empresas, pessoas com função similar em outras empresas que recebem salários similares. Chiavenato chama isso de Equilíbrio Interno versus Equilíbrio Externo.

Segundo normalmente leva em consideração o ramo da empresa, que, dependendo, pode pagar um salário fixo ou variável. Pode ser fixo por dia, hora, mês, ou variável, de acordo com metas ou lucro.

O terceiro critério dado pelo Chiavenato tem a ver com o desempenho ou tempo de casa. Algumas empresas usam anuênios, usam o critério de quanto mais tempo de companhia o funcionário tem, mais ele deve receber. Algumas levam em consideração o desempenho para fazer a medição de um benefício ou um avanço de nível na carreira.

O quarto critério é se você remunera o cargo, ou seja, a cadeira, independente de quem esteja sentado, ou você remunera a pessoa, pelo conhecimento e e habilidades da pessoa.

O quinto copiarei e colarei do livro, para que vocês vejam o nível de decoreba: Igualitarismo ou elitismo: a remuneração pode incluir o maior número possível de funcionários sob o mesmo sistema de remuneração (igualitarismo) ou pode estabelecer diferentes planos conforme os níveis hierárquicos ou grupos de funcionários (elitismo).

O sexto critério tem a ver apenas com o ambiente externo, a empresa pode escolher um percentual para pagar acima ou abaixo do mercado. A remuneração abaixo ou acima do mercado envolve muito dos custos da empresa e, obviamente, na satisfação do empregado.

O sétimo se refere aos prêmios, monetários ou não-monetários. Os prêmios monetários são meio óbvios, remuneração, salários e afins e os não monetários se referem mais a uma oferta de cargo, estabilidade ou algo que não seja dinheiro diretamente. O primeiro tem um poder mais de reforçar o rendimento e o alcance individual dos objetivos, enquanto o segundo reforça mais o comprometimento da pessoa com a organização.

O oitavo critério dado pelo Chiavenato é sobre a remuneração ser aberta ou confidencial. Se todos podem saber dos salários dos colegas ou não

E o último refere-se às decisões de salário. Se são centralizadas, no RH ou um departamento a parte que pense nisso, ou se cada gerente de unidade tem liberdade para deliberar os salários.

Como destacado no texto, a resposta está muito evidente e decoreba.

RESPOSTA LETRA C

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload