51. (CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2011)

Uma empresa da indústria de produtos de limpeza, higiene e beleza atua em 157 países. Cada unidade de negócio nacional opera de forma independente, mas suas diferentes estratégias de produto são consideradas fontes de ideias para toda a corporação, que possui um centro mundial de inovação. Ao mesmo tempo, cada unidade procura obter economias de escala ao se especializar em determinadas categorias de produto, exportando para os países vizinhos e formando uma rede de unidades de negócios.
Em uma perspectiva global, que estrutura foi adotada pela empresa?

(A) Federação descentralizada
(B) Federação coordenada
(C) Núcleo centralizado
(D) Transnacional
(E) Multidivisional

COMENTÁRIO
(Por Bruno Cavalcante)

Esse é o tipo de questão chatinha, encontrada em alguns lugares mais específicos. Tenho dois livros de estratégia em casa (Alketa Peci e Mintzberg) e nenhum dos dois tem essa abordagem. Só achei no do Michael Hitt, mas ainda tem outra parte estranha da questão, que atentei agora pesquisando para comentar, é que as opções (inclusive a correta segundo a banca) não tratam de tipos de estruturas, mas sim de tipos de estratégia. A única que de fato traz a nomenclatura de estrutura segundo os autores é a letra “E”, porém ela não é a correta. Mas vamos à teoria dela.

A estrutura de uma empresa é o modo como as atividades dela são ordenadas possibilitando o alcance dos objetivos. O maior desafio do gerente é escolher dentre as estruturas aquela que implemente de maneira eficiente as estratégias escolhidas. Existem alguns tipos que são bastante abordados nos livros de estratégia, como estou indo pelo do Michael Hitt nesta questão, vou colocar os tipos que ele coloca. O autor coloca em seu livro os tipos de estrutura como uma evolução de tipos de estrutura, sendo assim:

1ª Estrutura simples: O próprio nome já diz. Sem muitas camadas de hierarquia. O proprietário tomas as decisões desde a parte estratégica até a operacional.

2ª Estrutura funcional: Já se separa em gerentes funcionais. Existe o CEO e cada gerente responsável por uma função, como exemplo, marketing, contabilidade e etc.

3ª Estrutura multidivisional (Forma M): É composta por divisões operacionais e cada uma representa um negócio ou centro de lucro separado. Uma maior unidade corporativa delega responsabilidades pelas operações diárias e pela estratégia de unidade de negócio para os gerentes de divisão.

Se parássemos aqui no capítulo, o máximo que conseguiríamos seria eliminar a opção E, pois na questão não diz nada sobre delegação de um centro para as unidades.

Se a questão realmente quisesse a estrutura da empresa, seria a estrutura em rede, citada no livro da Alketa Peci. Que diz o seguinte: “em uma estrutura em rede, a divisão do trabalho pode ser visualizada em termos de conhecimento, em que os trabalhadores ou os departamentos (no caso da questão, unidades de negócio) são definidos pela expertise que oferecem para a organização”. Acredito que essa seja a definição dada na questão, elas passam estratégias entre si e cada uma contribui com os produtos que são especialistas.

Se fôssemos falar de todos os tipos de estratégia aqui, passaríamos 5 horas lendo e ainda não atingiríamos todos os tipos. Cada autor dá sua nomenclatura e sua visão, tanto que temos as “Estratégias Genéricas de Porter”, de centralização, de descentralização, de desenvolvimento de produto/mercado (matriz de Ansoff) e assim sucessivamente. Vou me limitar, nesse momento, a falar das estratégias internacionais, citadas no livro que estou me baseando nessa questão.

“Uma estratégia internacional pode ser de dois tipos básicos: ou estratégia de nível unidade de negócios ou de nível corporativo. No nível de unidade de negócios, as firmas seguem estratégias genéricas: liderança de custo, diferenciação, liderança focalizada no custo, diferenciação focalizada, ou liderança de custo/diferenciação integrada. No nível corporativo, as firmas podem formular três tipos de estratégia: multidoméstica, global ou transnacional (uma combinação de multidoméstica e global).”

– Estratégia multidoméstica: É aquela em que as decisões estratégicas e operacionais são descentralizadas para unidade de negócios estratégica em cada país a fim de modelar os produtos ao mercado local.

– Estratégia global: É aquela em que produtos padronizados são oferecidos em mercados nacionais e a estratégia competitiva é determinada pelo escritório doméstico.

– Estratégia transnacional: Procura obter tanto a eficiência global como responsividade local.

– Estratégias de federação: Cada unidade tem sua autonomia total  em relação às outras, havendo apenas uma cooperação umas com as outras. Pegando por analogia os estados e países de Brasil, onde cada estado tem sua independência em termos de lei, mas cooperam entre si. Essa estratégia pode ter uma fonte de comando (centralizada), várias fontes (descentralizada) ou uma fonte de orientação apenas (coordenada).

Tendo isso, partimos para a questão.

A empresa busca uma certa globalização, pois os produtos são padrões, mas ao mesmo tempo a estratégia de cada unidade tenta atingir a eficiência local, através de estratégias diferenciadas de produto.

RESPOSTA LETRA D

Mas cabia um recurso, pena que não sabia disso na época da prova.

4 Comentários

  1. Fabiano

    Bruno,

    Dá uma olhada no Livro “Explorando a estratégia corporativa”, da editora Bookman.
    No livro existe a explicação “clara” da estratégia Transnacional.
    Muito bom livro mesmo.Por isso não creio que poderia haver margem para recurso. A questão é praticamente uma cópia do Livro.

    Abraços meu amigo!

    Responder

    1. Fabiano,

      Estratégia transnacional existe também no Michael Hitt, como coloquei aqui. Desculpe se não fui claro na questão. Vou atrás da explicação na sua indicação e enriqueço aqui essa questão. Obrigado!

      O que disse que caberia recurso é o pelo fato da questão pedir ESTRUTURA organizacional e a resposta ser uma ESTRATÉGIA organizacional. Que são coisas bem distintas. Uma empresa pode ter uma estrutura em rede ou funcional e adotar a estratégia transnacional ou multilocal. Entraria quanto a isso.

      Mas pode ser uma visão errada minha, vou atrás sim!

      Bruno

      Responder
      1. Fabiano

        Fala Bruno!

        Pois é..eu entendi o que você quis dizer..Mas nesse tipo de questão fica difícil na hora entender que o enunciado esta passando a ideia de que estrutura e estratégia são coisas bem diferentes. Acho que não é por aí não…Posso estar errado tá?
        Eu tenho o livro do Hitt, e nele mesmo (pág.312) menciona que “estratégia e estrutura tem uma relação de reciprocidade que evidencia a interligação entre a formulação da estratégia e sua implementação”.
        Já na Pág.326, pode sim notar que ele cita Estrutura e estratégia por nomes diferentes, mas com uma profunda interligação. Enfim, A Cesgranrio é complicada mesmo..rsrs..mas no livro que citei, não resta nem margem para essa discussão, ele cita o caso exatamente como ESTRUTURA Transnacional, exemplificando com a mesma exatidão a característica da estrutura mencionada no enunciado.

        Estamos juntos, abraços!

        Responder
  2. Wíverson Cardoso

    Concordo com o Bruno. Se a questão pede a estrutura, baseado no livro do Hitt, a resposta deveria ser “Estrutura Combinatória”. Tá lá na página 469 do Hitt (1ª ed).

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload